A Categoria

A World Series Fórmula Renault 3.5 foi criada em 2005, após a fusão entre a Fórmula Renault Europeia V6 e a World Series by Nissan. A Renault Sport Technologies e sua parceira RPM passaram a organizar o campeonato, que levou o nome de World Series by Renault.

No total, treze equipes - com dois carros cada - foram convidadas para competir pelo comitê organizador do campeonato. De 2005 a 2007, a Fórmula Renault 3.5 tranformou-se em um dos principais caminhos para a F-1, com Robert Kubica, Markus Winkelhock e Sebastian Vettel entre seus pilotos.

A nova Fórmula Renault 3.5 continuou o legado de 2008 a 2010. O novo carro incorpora as últimas tecnologias aerodinâmicas utilizadas nos carros de F-1. O efeito solo foi otimizado com o uso de um bico alto e uma asa dianteira côncava. A Dallara, construtora dos chassis, realizou vários testes em túnel de vento para desenvolver e refinar a performance aerodinâmica do carro.

A Renault Sport Technologies and Solution desenvolveu uma nova versão do motor V6 3.5 24v, utilizando a tecnologia de combustível flex. Consequentemente, o novo carro pode usar gasolina ou etanol. A potência máxima passou para 500 cavalos. Esse aumento de potência, no entanto, não afetou a confiabilidade e a revisão do motor ocorre apenas uma vez após 4.500 km.

A nova Fórmula Renault 3.5 tem a intenção de preparar os pilotos para o mais alto nível do automobilismo. O carro ainda tem vários itens muito similares aos da F-1: freio de carbono, câmbio semi-automático, freio no pé esquerdo, ajustes de acerto, entre outros.

(Fonte: Site oficial da equipe Fortec Motorsports)


Pistas